Pesquisar este blog

domingo, 31 de janeiro de 2010

Primeira Semana

 

Segunda Feira

• O profeta fala de Jerusalém como um lugar de Reunião aonde chegarão todas as nações. Os instrumentos de guerra se transformarão em instrumentos de paz. Javé julgará e corrigirá os povos. Isaias 2,1-5 ou 4,2-6



• O salmo 121 lembra a alegria de ir à casa do Senhor.



• A cena do centurião que pede pelo empregado paralítico causa admiração a Jesus pela sua fé. Jesus vai lembrar que do oriente e do ocidente chegarão e se sentarão com Abraão à mesa do Reino do Céu.



Mateus 8,5-11

 

Terça Feira

• Um ramo que sairá do tronco de Jessé e sobre ele repousará o Espírito do Senhor. Em seguida a convivência dos animais é apresentada com destaque por causa da idéia da confraternização.



Isaias 11,1-9



• O salmo 71 fala da justiça e da paz que devem florescer.



• Louvor a Deus Pai pelos pequenos que entendem e acolhem a Palavra de Deus.


Lucas 10,21-24







Quarta Feira

• Convite a todos os povos para participarem de um grande banquete com vinhos deliciosos momento em que Deus enxugará todas as lágrimas. É a imagem da participação no Reino definitivo.



Isaias 25, 6-10.



• Salmo é o 22 que lembra a presença do Pastor na vida doas ovelhas.

 

• Jesus é o cumprimento da profecia. Cura todos os doentes e multiplica os pães.



Mateus 15,29-37.







Quinta Feira

• A reconstrução da cidade após o exílio faz o profeta lembrar a proteção de Deus. A porta da cidade é aberta para a entrada de um povo justo.



Isaias 26,1-6



• O Salmo é o 117 que fala sobre abrigar-se em Javé por que ele é bom. Não por a confiança nos homens.



• Entra no reino aquele que fizer a vontade do Pai. A importância da casa construída sobre a Rocha. Mateus 7,21. 24-27.







Sexta Feira

• Anúncio de uma grande mudança: os cegos verão, os surdos ouvirão, e até mesmo a natureza se transformará.



Isaias 29,17-24



• O salmo 26 anuncia que o senhor é nossa luz e nossa salvação.



• A cura do dois cegos é sinal da grande mudança já realizada em Jesus.



Mateus 9,27-31.







Sábado

• O povo não tornará mais a chorar. A um grito de súplica o senhor te agraciará. Ele orientará o caminho e mandará chuva, correnteza e mananciais.



• O Salmo 146 lembra a felicidade de quem espera no Senhor [Ele cura os corações, ele é grande e onipotente.].



• Jesus tem pena da multidão e manda rezar pela messe. Chama os 12 e dando-lhes autoridade os envia às ovelhas perdidas da casa de Israel. Os doentes, os leprosos, os mortos, os possuídos pelo demônio devem ser atendidos em primeiro lugar. De graça vocês receberam, de graça vocês devem dar. Mateus 9,35-38;10,1.5-8.















Segunda Semana



Segunda Feira

• Deus vem para salvar. A salvação não é algo superficial, mas consiste na restauração da natureza como um todo: das mãos abatidas, dos joelhos enfraquecidos, dos corações conturbados, dos cegos, dos coxos, dos mudos etc. Trata-se de fato, da restauração da vida. É um conceito de salvação muito atual para nós hoje. O profeta relaciona este contexto de Deus que vem com muita água. O contexto é de alegria e de esperança. Isaias 35,1-10



• Salmo 84 lembra a ação de Deus na história fazendo acontecer o encontro do Amor e da Verdade e Justiça e Paz se abraçarem.



• A narrativa sobre o Paralítico carregado por quatro homens é muito sugestiva. Aqui acontece a restauração da vida na missão de Jesus a nível espiritual e também material [o perdão dos pecados e a possibilidade de caminhar]. Lucas 5,17-26.







Terça Feira

• Deus é aquele que consola o seu povo. O contexto é do fim do exílio e da volta para a Jerusalém. O convite para que se abra um caminho para Deus lembra o advento. Deus aqui aparece como o pastor que carrega de volta as suas ovelhas, cuidando-as com muito carinho. Isaias 40,1-11



• Salmo 95 canta a Deus um canto novo e convida a terra inteira a Ter esta mesma atitude. Anunciar a sua glória entre os povos.



• Jesus apresenta a questão das cem ovelhas quando uma fica no deserto, e comenta o comportamento do seu dono indo à sua procura. Com este ponto de partida Jesus lembra que também com Deus é assim. O seu desejo é que não se perca nenhum dos pequeninos que fazem parte do rebanho do Javé. Mateus 18,12-14











Quarta Feira

• Depois do sofrimento terrível do Exílio, estava difícil acreditar em algo diferente, pois o sofrimento tornou-se uma eternidade. Por isso, Deus é apresentado como aquele que dá forças a quem está cansado. O texto enfatiza que mesmo nessa imensa travessia, Deus é poder e bondade e o povo terá uma situação melhor querida por Deus.



Isaias 40,25-31



• Salmo 102 lembra que Deus perdoa toda culpa, cura os males, é piedade e compaixão.



• Todos os que estão cansado e abatidos são convidados por Jesus ao descanso e tomarem o seu jugo. Só nele está a verdadeira libertação. Mateus 11,28-30







Quinta Feira

• Deus é aquele que nos conduz pela mão, ajudando-nos a dar passos. O contexto é de encorajamento aos exilados sem confiança. “Eu sou teu redentor, o Santo de Israel”.



Isaias 41,13-20



• Salmo 144 lembra que o Senhor é piedade e compaixão lento para a cólera e cheio de amor.



• Aparece a figura de João Batista. Jesus lembra que entre os nascido de mulher ele é o maior. A respeito da vinda de Elias que se esperava, Jesus lembra que Elias já veio, referindo-se a João. Mateus 11,11-15







Sexta Feira

• Javé é o Redentor, o Santo, o Deus que ensina para o bem, que conduz pelo caminho que se deve trilhar. Se ao menos tivesses escutado os Mandamentos, a tua situação seria outra. Acontece que se afastar dos Mandamentos é afastar-se de Javé.



Isaias 48,17-19



• O salmo é o 1 que apresenta de forma muito bela a perspectiva da vida com dois caminhos.



• A multidão que seguia a Jesus tem comportamento de criança sentada na praça. Com flauta não dança e com lamentações não toca o peito. João que não bebe é acusado por ela; Jesus que come e bebe é também acusado. O que fazer com as insatisfações? Assim somos todos nós. Mateus 11,16-19.







Sabado

• A parece a figura do profeta Elias. Sua palavra aparece como fogo. Ameaçou o povo com uma seca de três anos por causa da idolatria. O mesmo fechou o céu e fez descer fogo e foi arrebatado também num carro de fogo.



Eclesiástico 48,1-4.9-11



• O salmo faz lembrar que o Pastor de Israel dá ouvido. Ó Deus faze - nos voltar, faze a tua face brilhar e seremos salvos.



• Jesus é interrogado pelos discípulos por que os escribas anunciam a vinda de Elias? Jesus responde que Elias já veio, mas não o reconheceram e fizeram dele tudo o que quiseram.



Mateus 17,10-13











Terceira Semana

 

Segunda Feira

• O texto descreve um poema de Balaão onde ele anuncia um astro procedente de Jacó que se torna chefe, um cetro que e levanta procedente de Israel. É a visão que procede sobre o messias.



Números 24,2-7.15-17



• Salmo 24 é um pedido para que o Senhor nos mostre os seus caminhos.



• Jesus é questionado para dizer com que autoridade ele faz as ciosas. Ele não responde, mas faz um questionamento aos fariseus. De onde virá o batismo o de João, do céu ou dos homens? Do céu. Por que não aceitaram? Dos homens. Ficarão com medo das multidões. Mateus 21,23-27.







Terça Feira

• Sofonias faz uma reclamação sobre a cidade de Jerusalém que se encontra ameaçada, após a queda da Samaria. Ai da rebelde, da manchada, da cidade opressora. A Salvação passará pelo resto humilde e pobre. Sofonias 3,1-2.9-13.



• O salmo 33 contempla a face de Deus que escuta o grito do pobre.



• A parábola dos dois filhos que os convidou para o trabalho da vinha.



O primeiro disse não, mas se arrependeu.



O segundo disse sim, mas não foi. Por isso as prostitutas e os publicanos [o primeiro] estão entrando no Reino dos céus, porque se converteram com a pregação de João.



Mateus 21,28-32




 

Quarta Feira

• Narração da bonita profecia sobre a chuva que cai do céu, o céu que derrama o seu orvalho. Javé é Deus e não há nenhum outro. Derramam as nuvens sua justiça, abra-se a terra e produza a salvação. Isaias 45,6-8.18.21-25



• O Salmo 84 nos fala sobre amor e verdade, ouvir o que Javé diz.



• Jesus manda contar a João o que os discípulos estão ouvindo e vendo: os pobres estão sendo valorizados e tratados como gente.



Lucas 7,19-23











Quinta Feira

• Israel é apresentado como a mulher abandonada e aflita para a qual Deus teve uma grande preocupação, carinho e proteção. [cf Oséias 2 ] Isaias 54,1-10



• O salmo 29 nos lembra a ação de Deus que nos livra de tudo: dos inimigos, do xeol etc.



• Jesus fala sobre João perguntando o que foram ver no deserto. Um caniço agitado pelo vento? João é o mensageiro que prepara o caminho. Lucas 7,24-30.







Sexta Feira

• O meu templo é casa de oração para todos os povos. Lança um convite para a prática do direito e da justiça porque a salvação está próxima.



Isaias 56,1-3.6-8



• O salmo 66 fala sobre a bênção de Deus.



• O Batista é apresentado como testemunho de Jesus. Jesus não depende, no entanto, de testemunho. Tem algo maior que são as suas obras, as que o Pai manda realizar.



João 5,33-36.


Dia 17 de Dezembro.



• Texto sobre a Promessa de Deus de que o Cetro não se afastará de Judá. Palavras de Jacó que está prestes a morrer.



Gênesis, 49,2. 8-10.



• O salmo 71 sobre o Rei para que Deus lhe conceda a sua justiça.



• O texto da genealogia na versão de Mateus onde se coloca José que é esposa de Maria, da qual nasceu Jesus. Através de José é que Jesus entra na família humana.



Mateus 1,1-17.







Dia 18 de Dezembro



• De Davi farei brotar um rebento novo. O texto anuncia a chegada iminente do Messias para salvar o povo.



Jeremias 23,5-8



• Salmo é o 71



• Narrativa da origem de Jesus Cristo com a aparição do anjo a José que queria abandoná-la em segredo. José acolhe a Maria em sua casa. Mateus 1,18-24.







Dia 19 de Dezembro



• O nascimento de sanção é anunciado por um anjo. É o anuncio antecipado da manifestação de Deus em nosso meio.



Juizes 13,2-7.24-25



• Salmo 71



• O nascimento de João Batista é anunciado pelo anjo preparando o outro nascimento.



• Lucas 1,5-25.

 


Dia 20 de Dezembro



• Eis que uma virgem conceberá. É Deus que pede a Acaz para lhe pedir um sinal para os tempos da salvação. Como Acaz se nega, o próprio Deus promete um sinal. A vinda do Emanuel.



Isaias 7,10-14



• O salmo lembra que de Javé é a terra. Quem pode subir ao monte do senhor?



• O anjo anuncia a Maria que ela é escolhida por Deus. Aqui Maria se faz a serva do Senhor. Lucas 1,26-38







Dia 21 de Dezembro



• Rejubila-te filha de Sião, o Senhor teu Deus está a teu lado, Javé revogou a tua sentença.



Sofonias 3,14-18.



• O salmo 32 fala de celebrar a Javé com Harpa.



• Maria que se faz serva na visita a Isabel. A que devo a honra para que a mãe do meu Senhor me visite? Lucas 1,39- ss







Dia 22 de Dezembro



• Ana dá graças a Deus pelo nascimento de Samuel. Ana era estéril. Ana faz um culto, oferecendo a Deus um sacrifício na casa do Senhor.



1 Samuel 1,24-28



• O Salmo é o cântico do mesmo Livro 2,1. 4-8. Canto que tem relação com o magnificat.



• Texto do Magnificat onde Maria canta o louvor a Deus pela sua escolha e pelo cumprimento das promessas de Deus a Abraão e seus descendentes. Lucas 1,46-55



Dia 23 de Dezembro



• Malaquias fala de um mensageiro que deus está enviando para preparar o caminho e entra no Templo o senhor a quem procurais. O dia do Senhor é a vinda de Cristo. Antes será enviado o profeta Elias.



Malaquias 3,1-4.23-24.



• Salmo 24 sobre os caminhos, a bondade e a retidão de Deus.



• O nascimento de João Batista, aquele que antecede o Senhor. Nesta ocasião é que Zacarias bendiz a Deus após sua mudez.



Lucas 1,57-66.








Nenhum comentário:

Postar um comentário