Pesquisar este blog

quarta-feira, 2 de março de 2011

Segurança

O secretário da Segurança e Defesa Social do Estado, Cláudio Lima, afirmou nesta quarta-feira, 02, que os últimos dados sobre a violência na Paraíba são irreais e que a criminalidade no estado é muito maior do que a contabilizada. De acordo ele, as estatísticas sobre segurança são precárias: “Os últimos dados divulgados sobre violência no Estado são de 2008 (mapa da violência no Brasil). Nós já estamos em 2011”, alertou Cláudio Lima.
Uma pesquisa feita pela Secretaria de Segurança do Estado com base em dados do sistema de saúde da Paraíba e do Instituto Médico Legal (IML) revela que só em 2010, 1485 pessoas foram assassinadas na Paraíba. Já em 2008, foram registrados apenas 500 homicídios.

“De 2008 para 2009 houve aumento de 20% na violência da Paraíba. De 2009 para 2010 também 20%. Essa curva de aumento da violência vem crescendo há 11 anos” declarou Cláudio Lima. De acordo com o secretário, a Paraíba tem como meta uma diminuição anual da violência de 12%.
Para tanto, a polícia estaria reforçando o policiamento nas ruas e intensificando as operações. “Só no mês de fevereiro foram realizadas 40 operações. Em janeiro 350 pessoas foram detidas. A polícia nunca prendeu tanta gente”, disse Lima.
Contudo, o chefe da segurança do Estado reconhece que apesar do bom trabalho da polícia, as ações de contenção de violência na Paraíba ainda são insuficientes e o desequilíbrio financeiro do Estado dificulta o combate à criminalidade. Perguntado se pretende implantar na Paraíba o mesmo modelo instalado em Pernambuco (onde, como secretário, conseguir diminuir muito a violência), Cláudio Lima afirmou que não. “É outra realidade e é outro orçamento”, disse.

 
As declarações foram concedidas durante o programa Rádio Verdade, da Arapuan FM
paraiba.com
Focando a Notícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário