Pesquisar este blog

segunda-feira, 21 de março de 2011

Campanha da Fraternidade







A igreja católica no Brasil desde 1964 a cada ano aborda um tema para ser aprofundado pelos cristãos e por todas as pessoas de boa vontade. Neste ano de 2011 a igreja olha para a realidade do planeta, diante de toda situação que temos acompanhado a respeito das questões do meio ambiente.
Se a situação do meio ambiente há alguns anos passados era uma questão mais teórica, hoje, toda humanidade tem acompanhado os efeitos do aquecimento global que tem como principal causa a poluição atmosférica. Quem não tem percebido e sentido o aumento da temperatura? O calor, inclusive tem causado mortes Quem não tem acompanhado a falta de chuva que provoca a falta de agua? Quem não tem acompanhado as chuvas abundantes e por isso prejudiciais em algum lugar do país e do mundo? Quem não tem acompanhado as grandes catástrofes: terremotos, tsunamis, entre outras?
A CF tem por finalidade nos convencer de que a humanidade é culpada por toda essa situação e não, ao contrario, como se pensa que Deus castiga a humanidade com fenômenos da natureza porque a mesma se afastou de Deus. No relato da criação, o que vemos: Deus ao criar viu que tudo era bom e muito bom. Tudo foi ficando ruim depois que a humanidade foi se apropriando e dominando quando deveria cuidar da natureza.
Algumas atitudes simples indicam como nós destruímos a natureza:
Cortar as árvores. Sem elas temos menos sombra e mais calor. O processo de desmatamento cada vez mais cresce pelo nosso país. Já temos grandes desertos que só afetam a vida no planeta. Não podemos viver na ingenuidade: por trás do desmatamento está a preocupação pelo ter e pelo poder. As nossas florestas deixam espaço, sobretudo para a criação do rebanho bovino que destrói toda plantação.
Os nossos rios estão mortos. Eles se tornam deposito de lixo e de esgoto. Muitas vezes as aguas dos rios, durante as chuvas são levadas para as barragens e retornam para o consumo humano. Assim, bebemos a nossa própria sujeira.
O nosso lixo não é reciclado. Em todas as cidades temos um lixão aonde tudo é jogado, misturado e queimado, tornando-se assim, uma imensa fonte de poluição.
Muitos produtos que fazem parte do lixo eletrônico e que merecem atenção especial em postos de coletas estão jogados no lixo comum, além da imensa produção e utilização de sacos de plástico depois de usados, jogados na natureza. Temos na verdade, muitas áreas cobertas de produtos de plástico que de fato destroem a vida no planeta, muitas vezes queimados para cada vez mais poluir a natureza.
O que fazer?
Temos que tentar reflorestar. Cada família, se tem um espaço, deve plantar uma árvore. Não se pode cortar uma arvore sem colocar outra em seu lugar.
É necessário voltar a usar as sacolas não descartáveis para as compras, para conter a demanda de produtos descartáveis na natureza. O mesmo deve acontecer com os copos descartáveis totalmente utilizados nas nossas festas. Já imaginou o quanto jogamos na natureza? Na verdade, todas as pessoas terão que fazer a sua parte: Cada pessoa, cada família, cada comunidade, cada cidade, cada estado, cada nação, etc. sem esse mutirão não será possível mudar a situação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário