Pesquisar este blog

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Jesus nos mostra na comunidade quem é o mais importante.

A vaidade para ser o primeiro, o mais importante, sempre foi uma tentação na vida do ser humano. O desejo de mandar e exercer poder sobre as outras pessoas também é uma realidade a ser superada. Nunca devemos dizer: “Aqui, na minha comunidade quem mando eu”. Jesus pede para não adotarmos o estilo dos que mandam no mundo. Existem pessoas que se sentem donas da comunidade. Isso afasta as demais pessoas.
Primeiro: a comunidade não é espaço para alguém mandar, mas para servir. Nela, colocamos os nossos dons a serviço uns dos outros.
Segundo: a comunidade não é sua. Quando Jesus chama Pedro de pedra Ele diz que sobre aquela pedra edifica a sua igreja. Somos todos, ovelhas do rebanho.
A questão da competição sempre foi presente no mundo, e, por isso, na igreja e nas comunidades. Depois de caminhar com os discípulos, em casa Jesus lhes perguntou sobre o que eles haviam falado: “Mas eles se calaram porque pelo caminho discutiram entre si qual deles seria o maior” (Mateus 9,34). O importante é levar em conta o que Jesus nos ensina: o maior entre vocês é o último e o servidor de todos. “O maior dentre vós será vosso servo”. (Mateus 23,11). Como está sendo colocada em pratica esta mensagem em sua comunidade? Quais exemplos você recorda?
Não devemos ser como os que gostam de sentar nos primeiros lugares e de aparecer. Na comunidade, com seus diversos serviços, podemos superar este desejo tentador. “Aquele que se fizer humilde como esta criança será maior no Reino dos céus”. (Mateus 18,4).
Aqui em (Mateus 18,16) é colocado por Jesus o exemplo da criança, sincera e confiante, como condição para entrar no reino dos céus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário