Pesquisar este blog

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Dia do Trabalho

  Iniciamos o mês de maio fazendo a comemoração do dia do trabalho para lembrar a condição dos trabalhadores e trabalhadoras. Em tempos idos, se tratava de uma data que mobilizava as entidades de classes. Hoje se vive praticamente um dia de silencio. Ou a situação está a mil maravilhas, ou vivemos em uma total alienação da classe trabalhadora e suas entidades. É bom relembrar que a sociedade não sobrevive sem a força do trabalho humano e que cada categoria é de fundamental importância para a construção da sociedade. Que nenhuma categoria seja discriminada, como também, nenhuma pessoa tenha vergonha de sua profissão por mais simples que seja, pois todos os serviços são indispensáveis a todos. Nenhuma pessoa por mais que se sinta independente dos outros ela necessariamente depende da mão de obra de todos, desde os serviços mais banais, aparentemente, até os de alta complexidade. Cada pessoa com o seu trabalho realiza a sua vocação, como também colabora com Deus na obra da criação. Cada pessoa é co-criadora com Deus no aprimoramento deste mundo. Se ele vai a estado de degradação é porque a humanidade não está cumprindo devidamente a sua missão. Além do mais, é pelo trabalho que o ser humano deve manter a sua sobrevivência. Lamentavelmente ainda vivemos em uma situação de muita exploração e subserviência. O trabalho escravo ainda é visível, sobretudo explorando adolescentes que deveriam frequentar as escolas. O trafico humano e a prostituição infantil também entram no rol de um trabalho de um tipo de trabalho que beneficia os agenciadores que exploram os mais fracos. Não se pode deixar de lembrar a situação da mulher brasileira, especialmente nordestina. Ela tem ocupado espaços na sociedade, mas as estatísticas são claras e indicam que o seu salario ainda é inferior ao salario do homem. Isso é o reflexo de uma sociedade que ainda vê a mulher como incapaz e inferior. Vale salientar como é do conhecimento e fruto de nossa cultura que a mulher acumula uma carga horaria que supera o trabalho do homem. A sua ocupação em casa já está para além de um expediente de trabalho normal, além daquele que ela ainda assume nas repartições externas. A sociedade brasileira, de modo espacial carrega consigo uma divida grande para com o trabalho prestado pelas mulheres tanto na família como fora dela. A família é completa com a presença de pai e mãe, no entanto, a organização da família passa exatamente pela presença da mulher. Observem a situação da casa e dos filhos se a mulher fica ausente por uma semana. É ela quem consegue manter a boa ordem da casa e dos filhos e, é em torno dela que a família se sente congregada. Isso demanda não só os sentimentos de maternidade, mas de muito trabalho, um trabalho interminável do amanhecer ao anoitecer. Assim, queremos louvar a Deus por todas as mulheres dedicadas ao seu trabalho, como a todos os homens que no esforço diário assumem a responsabilidade da manutenção da família de forma justa e honesta. Que Deus seja louvado por este dia fruto de luta, de suor e de sangue derramado. Que não falte para todas as pessoas a oportunidade de se realizarem através do trabalho. Veja alguns textos: http://apalavraecomoachuva.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário