Pesquisar este blog

quarta-feira, 22 de julho de 2015

2014 CRIANÇAS E ADOLENCENTES


Dia 18 de maio foi o dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Dentre tantas situações de desumanidade, também as crianças se encontram em situações desumanas e de vulnerabilidade, sobretudo dentro da própria casa. Por isso, uma das ações do poder publico aconteceu recentemente: “A presidenta Dilma Rousseff sanciona hoje (21) à tarde a lei que torna hediondo o crime de exploração sexual de criança, adolescente ou pessoa vulnerável. A nova lei é sancionada durante a Semana Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes. Aprovado em votação simbólica na última terça-feira (13) na Câmara dos Deputados, o projeto estipula como exploração sexual de criança e adolescentes a utilização deles em atividades sexuais remuneradas, a pornografia infantil e a exibição em espetáculos sexuais públicos ou privados. A proposta diz que o crime ocorre mesmo que não haja ato sexual propriamente dito, mas qualquer outra forma de relação sexual ou atividade erótica que implique proximidade física e sexual entre a vítima e o explorador”.
É verdade que as Leis são necessárias, mas as mesmas se multiplicam de uma maneira que perdem a sua funcionalidade e aplicabilidade. Não há fiscalizar o cumprimento das mesmas e falta de recursos para aplica-las.
Os problemas se avolumam de forma que estão para além de uma simples legislação que não se cumpre. Basta observar que o próprio estado brasileiro é um violador de sua própria Constituição.
A educação como um todo é uma das bases para dirimir um pouco toda a situação que circunda a vida das nossas famílias e das crianças que são vitimas dentro da própria casa.
O abuso sexual, a exploração sexual e o tráfico humano são realidades gravíssimas que assolam as nossas crianças e adolescentes. Essa realidade só poderá ser revertida se cada pessoa procurar fazer a sua parte e não ser parte dela.
No seu celular smartphones você poderá baixar um aplicativo lançado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância chamado PROJETO BRASIL através do qual se pode fazer as denuncias.
Nesse mesmo dia 18 em que acontecia o dia Nacional, aqui em Araçagi aconteceu um crime bárbaro na Agrovila de Mulunguzinho como foi noticiado pelas redes sociais. A adolescente de 15 anos Maria Clara Herculano dos Santos foi assassinada pelo ex-cunhado, o mesmo já se encontra à disposição da justiça.
À pedido do pai da adolescente, teremos missa de sétimo dia nesse domingo dia 25 também para denunciar essa realidade que atinge nossas crianças e adolescentes que são vitimas de familiares próximos dentro da própria casa.
Já dizia Jesus: Deixem que as crianças venham a mim porque delas é o Reino dos Céus.




Nenhum comentário:

Postar um comentário