Pesquisar este blog

terça-feira, 29 de setembro de 2015

O PAPA SOBRE A PAROQUIA

O "primeiro mandamento" da vida paroquial é a proximidade com as pessoas - 01/06/2015 - 10:36
Falando para o conselho pastoral de uma igreja na periferia leste de Roma, o Papa Francisco enfatizou as situações difíceis que muitas pessoas estão vivendo e ofereceu conselhos aos líderes paroquiais de como realizar o seu trabalho.
O papel principal de uma paróquia católica é praticar a proximidade com seu povo, trabalhando para atender às suas necessidades e sempre mostrando o amor de Deus para todos, disse o Papa Francisco.
Durante o encontro com o conselho pastoral da Paróquia Santa Maria Mãe do Redentor, o Papa Francisco disse ao grupo que "nós anunciamos Jesus Cristo com gestos. Também com palavras, mas com gestos primeiro. Com proximidade". "Estejam perto das pessoas", exortou-os. "Não tenham medo da proximidade. Não tenham medo de fazer carinho: acariciem as pessoas, os doentes, os solitários, mesmo aqueles que merecem o título de 'miserável': acariciem como Deus nos acaricia".
"Para nos salvar, Deus se fez próximo de nós, fez-se um de nós: Jesus, e ele sofreu como nós!" disse o Papa Francisco. "Esse é o caminho: proximidade" (*).
Para o bem-estar, crescimento, solidariedade, caridade e espiritualidade paroquial tais atitudes são fundamentais do pároco como: acolhida, atendimento, visita, conselhos e ser educado e carinhoso (Tg, 3, 13.17). Duas coisas são essenciais para o extraordinário crescimento consistente da paróquia: o bom testemunho do pároco e saber homiliar de forma excelente.
Jamais o pároco deve ouvir esse ditado: “O brilho da ferradura de vossa reverendíssima me ofusca os olhos”- (Autor desconhecido). Ele deve ouvir sempre o pensamento do filósofo grego Platão: “Trate as pessoas com delicadeza porque a vida é tarefa difícil para todos”.
O MAIS IMPORTANTE
Em uma série de pesquisas internacionais, um hotel no sul da Alemanha obteve distinção como exemplo de respeito ao meio ambiente: reciclagem de lixo, economia no uso da energia, moderno e eficiente sistema de aquecimento e uso de substâncias naturais. Na recepção do hotel, há uma pequena porta com a seguinte inscrição: “O que consideramos mais importante?”. A maioria das pessoas abre a porta por curiosidade, esperando encontrar as mais diversas coisas. Que surpresa! Quem abre a porta se depara com um espelho. A mensagem é clara: para o hotel o que é mais importante de fato são os clientes. Será que para paróquia as pessoas são importantes?


(*)Fonte: Instituto Humanitas Unisinos – Notícias – Sexta-feira, 13 de março de 2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário