Pesquisar este blog

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

DIRETRIZES

DIOCESE DE GUARABIRA
Síntese do Pe. João Bosco Francisco do Nascimento
DIRETRIZES GERAIS DA AÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA NO BRASIL 2015-2019
OBJETIVO GERAL
EVANGELIZAR, a partir de Jesus Cristo, na força do Espírito Santo, como Igreja discípula missionária, profética e misericordiosa, alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida rumo ao Reino definitivo.
PARTIR DE JESUS CRISTO

Jesus Cristo é a fonte de tudo o que a Igreja é e de tudo o que ela crê.Em sua missão evangelizadora ela não comunica a si mesma, mas o Evangelho, a palavra, e a presença transformadora de Jesus Cristo, na realidade em que se encontra.

DIRETRIZES
*         Uma Igreja que sai:
Em estado permanente de missão;
*         Uma Igreja que forma e se formar:
Pela iniciação cristã;
Pela animação bíblica da pastoral;
*         Uma Igreja que quer viver:
Em comunidade;
A serviço da vida para todos.

1 - IGREJA EM ESTADO DE MISSÃO
*         Pastoral ordinária com os que frequentam;
*         Pessoas batizadas ausentes;
*         Os que não conhecem Jesus ou o recusam;
*         Quem merece atenção especial;
*         Juventude: sem a juventude não temos presente nem futuro;
*         Missões populares;
*         Missão adgentes (outras regiões, além fronteiras, dá da própria pobreza);
*         Ecumenismo (com pessoas que crêem em Cristo);
*         Diálogo inter-religioso (pessoas de outras religiões não cristãs); conferir DGAE número 80.

OBSERVAÇÕES:
Ø  Fechar-se à missão é fechar-se ao Espírito Santo;
Ø  A missão é o paradigma de toda a obra da Igreja.

2 – IGREJA: CASA DA INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ
Ø  A catequese de iniciação catecumenal é uma formação continuada e não ocasional (batismo, eucaristia, crisma, matrimonio;
Ø  Mantêm uma relação profunda entre Bíblia e catequese; a Bíblia é o texto primordial.

FINALIDADE:
*         Encontro pessoal com Cristo;
*         Oração;
*         Celebração litúrgica;
*         Experiência comunitária;
*         Compromisso apostólico;
*         Serviço ao próximo;
*         A iniciação cristã requer atendimento personalizado e diálogo interpessoal sobre a vida.

ASPECTOS FUNDAMENTAIS DA INICIAÇÃO CRISTÃ
*         Encontro com Cristo;
*         Conversão;
*         Discipulado;
*         Comunhão;
*         Missão.
*          
A FORMAÇÃO NA INICIAÇÃO CRISTÃ
*         Não se reduz a cursos;
*         Ela integra:
1.     Vivência comunitária;
2.     Participação em celebrações e encontros;
3.     Interação com meios de comunicação;
4.     Inserção nas diferentes atividades e espaços de capacitação;
5.     Atenção à formação de leigos (as).

3 – IGREJA: LUGAR DE ANIMAÇÃO BÍBLICA DA VIDA E DA PASTORAL
Objetivos:
Propiciar meios de aproximação das pessoas à palavra de Deus para:
*         Conhecê-la;
*         Interpretá-la, por meio da oração;
*         Evangelizar: proclamá-la como fonte de vida.

MOMENTOS IMPORTANTES PARA QUE A ANIMAÇÃO ACONTEÇA
*         A liturgia em diversos momentos;
*         A homilia;
*         Equipes de animação bíblica;
*         Acesso à bíblia;
*         Leitura orante incentivada e reforçada;
*         Agentes culturais secularizados e ate não crentes;
*         Universidades;
*         Redes sociais;
*         Ministros da palavra, leitorado.

4 – IGREJA: COMUNIDADE DE COMUNIDADES
É necessário promover:
*         A diversidade de ministérios;
*         A união de todos em torno das grandes metas e projetos pastorais;
*         Carisma da vida consagrada;
*         Presença no mundo dos pobres em prol da saúde, educação, ação social.
*         Articulação das ações; partilha de bens.

5 - IGREJA A SERVIÇO DA VIDA PLENA PARA TODOS
A Igreja, através de uma pastoral social estruturada, orgânica e integral, tem a vocação e a missão de:
*         PROMOVER,
*         CUIDAR, 
*         DEFENDER a vida em todas as expressões.

APELOS DA VIDA
*         A família é eixo transversal de toda ação evangelizadora;
*         Defesa e dignidade das mulheres;
*         Idosos;
*         Pessoas com deficiência;
*         Crianças adolescentes e jovens;
*         Mundo do trabalho;
*         Migrantes;
*         Respeito às diferenças e aos Direitos Humanos.  (Nº 116).

DIREITOS DAS MINORIAS
*         Indígenas;
*         Afro descendentes;
*         Ciganos;
*         Pescadores;
*         Ribeirinhos;
*         População de rua.
*          
FORMAÇÃO DE PENSADORES
*         Novos areópagos:
Ø  Mundo universitário;
Ø   Mundo da comunicação;
Ø   Empresários e políticos.

OUTRAS PREOCUPAÇÕES:
*         Pastoral da Cultura;
*         Fé e Razão;
*         Vida no planeta;
*         Preservação da natureza;
*         Ecologia humana.

POR ECOLOGIA HUMANA SE ENTENDA:
Respeito pela biodiversidade e ações que zelem pelo meio ambiente, com destaque para a água e seus desafios:
*         DESPERDICIO,
*         PRIVATIZAÇAO,
*         GESTÃO DO SOLO,
*         LIXO,
*         AGROTÓXICOS,
*         GASES POLUENTES, ETC.

PRESENÇA MAIS EFETIVA DA IGREJA:
*         Favelas;
*         Cárceres;
*         Remoções forçadas;
*         Moradores de rua;
*         Adolescentes em risco;
*         Drogadição;
*         Mulher marginalizada.

PASSOS A SEREM DADOS
1.     Comissão central organizadora do Plano de Pastoral;
2.     Compreendemos realmente o que as diretrizes nos pedem?
3.     Realizamos o que foi planejado?
4.     Onde nos encontramos nos âmbitos eclesial e social?
5.     Mobilizar e envolver o maior número de pessoas na elaboração do Plano de Pastoral;
6.     Tomada de decisões que se referem ao modo como o Plano vai se desenvolver;
7.     Trabalhar as questões:
*         Como?
*         Onde?
*         Com quem?
*         Com o que?
8.  Acompanhamento e execução do Plano de Pastoral.



Nenhum comentário:

Postar um comentário