Pesquisar este blog

sábado, 2 de julho de 2011

diacono

Hoje faz 23 anos que fui ordenado diácono na matriz da Conceição em Araruna. O diácono é o símbolo da missão de toda igreja. Exercer o diaconato é prestar o serviço que Jesus veio ensinar. Servir é dar a vida.

A missão da igreja como também todo processo de evangelização se dá pelo testemunho do serviço. Servir não é fácil. Teremos sempre a tentação da acomodação, uma das piores tentações. Por isso Jesus disse logo que não veio para ser servido, mas para servir, dando a sua vida pelo próximo.

Ninguém deve se tornar diácono ou padre para ganhar título, vantagem, dinheiro, prestígio, poder, emprego.

Na vida do padre o que é mais importante não é a paroquia mais rica, muito desejada às vezes. Certos padres hoje não querem mais ficar no interior. Isso significa que não é a missão que está colocada em primeiro plano. As alegrias e esperanças da igreja, com seus sofrimentos também continuam sendo também os nossos. Qual é o critério para seguir o mestre?

A necessidade ou a comodidade para o presbítero?

Ninguém se ordenou para si, mas foi ordenado para a igreja que significa missão, envio, ir, seguir, partir, viver em função da necessidade.

Na igreja se deve ter apenas uma preocupação: seguir os passos do mestre que se baixa para lavar os pés dos discípulos, sinalizando assim o serviço gratuito.

Na igreja, quanto mais livres nos tornamos mais capazes seremos para evangelizar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário