Pesquisar este blog

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Uma partilha espontânea

Tenho uma grande preocupação que todos também devem ter: como nós nos colocamos diante do tempo. Uma passagem bíblia, de literatura sapiencial diz que há tempo para tudo: se nasce e se morre se constrói e se destrói etc. esta é uma grande verdade. Nada é eterno. O ser humano precisa se conscientizar que o seu tempo é muito curto. A vida chega aos 80 para os mais fortes diz o texto sagrado. Por mais que seja prolongada a vida ele será sempre breve. Temos uma missão: viver bem o nosso tempo, colocando-o a serviço dos outros.

Temos uma opinião comum que o tempo hoje passa mais rápido e que não temos mais tempo para nada. Primeiro, o tempo está organizado pelos dias e pelas horas. Portanto, a forma de contar o tempo não mudou. O que então aconteceu? A realidade é a seguinte: o que fazemos com o nosso tempo e o que tomamos como prioritário dentro do nosso dia a dia.

O tempo passa, mas na realidade somos que passamos com ele. Perder tempo é algo muito grave, pois significa perder a própria vida. Em relação ao tempo você está sendo responsável ou não com suas tarefas.
Como o tempo é vivido no trabalho, nas repartições publicas, nos plantões? O dia de muitas pessoas começa às dez da manhã. O que pensar sobre isso?
Deputados e senadores estão assumindo seu mandato neste momento histórico político do nosso país. Como será o tempo dos nossos representantes? O que terão como preocupação e como prioridade? Será um tempo de serviço e de preocupação com a população de seus estados, ou será um tempo para fazer a própria vida?
A população brasileira vota por ser obrigada, mas vive muito descontente com os mandatos de seus representes, pois, ao longo do tempo se percebe a mesma pratica. O tempo das promessas é um cheio de bondade, o tempo das realizações é outro, marcado pelas indiferenças das promessas não cumpridas.
Não podemos brincar, pois só o tempo vai nos dizer o somos e quais as contribuições que oferecemos para a vida em nosso momento histórico. Cada nação como também governo será lembrado pelas marcas deixadas no seu tempo.
O nosso país não pode apagar de sua memória a forma como tratou índios e negros, no inicio da sua colonização; também não será esquecido o tempo da tortura iniciada nos anos 60 praticada pela ditadura militar; os inúmeros escândalos financeiros na vida política, tornando visível a corrupção em nossos tempos também não serão esquecidos.
Graças ao tempo podemos analisar o passado e perceber os erros e acertos; graças ao tempo podemos conhecer as pessoas, suas praticas e intenções. É ao longo do tempo que conhecemos os nossos políticos e suas incoerências, mais freqüentes que as coerências. Ao longo de tempo, em cada momento eleitoreiro os nossos candidatos se posicionam segundo as conveniências já que o tempo das convicções já passou. Felizmente estamos no tempo em que políticos já podem ser punidos pela infidelidade partidária. Muitos políticos já são condenados por improbidade administrativa, mesmo que não cumpram a pena, mas já se trata de um tempo diferente.
Devemos planejar o nosso tempo, não perca a sua vida perdendo tempo. Devemos ter motivações e mil razões para viver como dizia Dom Helder Câmara. Não seja relapso com o seu tempo e a sua missão: este é tempo favorável que Deus lhe concedeu na sua vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário