Pesquisar este blog

terça-feira, 29 de abril de 2014

Violência Crescente


Deve causar preocupação a toda população do Brasil essa onda de violência que cresce de forma assustadora. Ela é praticada contra as mulheres, apesar da Lei Maria da Penha, mas também nas ruas, nas casas, nas calçadas e em todos os lugares. As redes sociais estão expondo o que de mais agressivo existe sobre a prática da violência. Constantemente os corpos estão sendo fotografados e as imagens postadas.
O número de mortos é imenso como numa guerra não declarada. Policiais são acusados de fazerem assassinatos e policiais também estão sendo mortos, numa guerra que deixa sempre as marcas profundas nos corações de ente queridos.
Com a violência todos estão perdendo: as famílias, as pessoas, a sociedade, o país, etc.
Não fomos criados para a violência e a morte, mas para a vida fraterna e em sociedade, chamados a construirmos um mundo onde a vida precisa ser respeitada. Percebemos que a nossa vida depende da vida do planeta como um todo. Se a floresta é destruída, se poluímos o meio ambiente, vai nos faltar agua e uma melhor qualidade de vida. Imagine se destruímos a vida do próximo que é imagem do próprio Deus estamos destruindo a nós mesmos.
A realidade, que não pode ser negada e não podemos aceitar é que a vida está sendo banalizada e destruída sem qualquer motivo ou por motivos superficiais.
Setores da imprensa no âmbito nacional e até internacional têm apresentado a onda crescente de violência no Brasil, certamente por conta da copa do mundo, porem, com ou sem copa, a violência precisa ser combatida.
O que deveria acontecer?
Certamente precisamos nos manifestar, pois a violência não é um problema do outro, mas algo que atinge toda a nossa sociedade, isto é, todos nós. Precisamos nos manifestar através de nossas organizações, através das redes sociais. Às vezes usamos esses espaços para conversas sem conteúdo.
Para que essas manifestações aconteçam, precisamos ter postura contrária à violência, pois na verdade, a violência ainda é defendida por muitas pessoas que ao apresentarem imagens chocantes de vitimas da violência, fazem apologia a esse crime inaceitável de tirar a vida dos outros.
Ainda, devemos trabalhar os nossos conceitos e a nossa visão de mundo e de sociedade, isto é, temos que mudar a nós mesmos para não adotarmos atitudes e práticas violentas. Quanto mais se adota a violência como método para combatê-la, mais se propaga a violência.
Além do mais, o estado como instituição, precisa rever a sua atuação em vista de uma politica para a segurança pública. Não basta ter policia na rua ou nos morros com armas em punho e distante da população, tornando-a amedrontada.
A Segurança Pública com  toda essa onda de violência deve ser abordada em todas as organizações sociais, igrejas, famílias e sobretudo nas escolas que muitas vezes apenas passam informações mas não trabalham a formação para uma cultura de paz e de respeito ao ser humano.
O grande problema da violência passa também pelo uso das armas, o trafico, a facilidade da compra e o uso das mesmas com uma falsa ideia de segurança, quando as armas deixam as pessoas ainda mais fragilizadas e visadas pelos outros.

pebosco@yahoo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário